13-Reasons-Why

“13 Reasons Why” foi responsável pelo aumento de pesquisas em prevenção e métodos de suicídio, diz estudo

13 Reasons Why teve um impacto enorme em questões relacionadas com saúde mental, desde que foi lançada. Um estudo publicado pelo Jama Internacional Medicine foi mais a fundo e mostrou como a série teve importância pelo aumento de pesquisas na internet em prevenção e métodos de suicídios.

A pesquisa levantou dados que mostram um grande aumento em pesquisas relacionadas à suicídio nas semanas posteriores ao lançamento do seriado, principalmente em pesquisas sobre prevenção e métodos de se matar, qual a série recebeu críticas pesadas pela forma abordada desta temática.

Não podemos certificar se as pesquisas de ‘Como se matar’ foram feitas por pura curiosidade ou por indivíduos suicidas contemplando uma tentativa“, diz o estudo. Os médicos responsáveis deixaram claro o efeito negativo das medidas que a Netflix poderia ter tomado, mas não tomou ao abordar o tema na série.  “Os produtores deveriam ter tomado medidas para diminuir o número pesquisas relacionadas à métodos suicidas, como foi encorajado por especialistas. Por exemplo, prestar mais atenção às normas de prevenção de suicídio poderia ter protegido contra efeitos não-intencionados. Especificamente, a equipe de pesquisa aponta que a série se beneficiaria de enfatizar a busca por ajuda ao prover informações listando passos de prevenção antes e depois de cada episódio, como sugerir a Linha Nacional de Prevenção de Suicídios. Além disso, a escolha de mostrar visualmente a morte da protagonista foi uma decisão controversa, com evidências sugerindo que descrições detalhadas de como e onde uma pessoa cometeu suicídio pode ser um fator para indivíduos vulneráveis contemplando a tentativa.”

A equipe médica do artigo acadêmico salienta ao fim que é inquestionável o impacto do seriado, porém não deve ser esquecido os descuidos que a produção teve com os temas abordados.

Fica claro que há uma forte resposta ao seriado que pode encorajar outros a produzir programas parecidos. Sendo esse o caso, é imperativo que os produtores e transmissoras demonstrem que são responsáveis ética e socialmente ao aderirem às normas de comunicação segura e provendo aos jovens espectadores, e os adultos em suas vidas, com os recursos necessários para processar conteúdo emocional, especialmente dado que tal conteúdo é oferecido para ser assistido por curto período de tempo (maratonas). Essa imersão na história e imagens podem ter um forte efeito em adolescentes, cujo os cérebros ainda estão desenvolvendo a habilidade de inibir certas emoções, desejos e ações. Finalmente, mesmo que seja reconfortante ver um aumento no número de pesquisas de prevenção de suicídio, essa maior atenção devem ser acompanhada por uma melhora correspondente na preparação para identificar e intervir em jovens com risco de suicídio.

Através do Hollywood Reportera Netflix se pronunciou respondendo ao estudo publicado:

Nós sempre acreditamos que esse programa iria aumentar a discussão sobre esse assunto tão tenso. Esse estudo experimental confirma isso. Estamos de olho em mais pesquisas e levando em conta todo aprendizado enquanto nos preparamos para a segunda temporada.

A série 13 Reasons Why irá ganhar uma segunda temporada, que está em produção no momento e ainda não possui data oficial de lançamento.