O dia 15 de Julho de 2011 foi um grande dia para os fãs de Harry Potter ao redor do mundo: no seu ápice do sucesso, chegava aos cinemas o filme Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2,  que supostamente representaria o fim daquele universo para os cinemas. A grande questão é que é um universo muito grande e perfeito para simplesmente ter um fim, e  algum tempo depois, J.K. Rowling iniciaria com a Warner Bros um projeto que mudaria a vida dos milhares de potterheads pelo mundo: Animais Fantásticos e Onde Habitam, livro onde o magizoologista Newt Scamander cataloga criaturas que conheceu ao redor do mundo, surgiu na mente da autora como uma nova saída para esse novo universo,  e o desenvolvimento dessa ideia gerou o que assistimos hoje há pouco tempo: o primeiro trailer oficial do filme.

Como era de se esperar, o vídeo já alcança milhares e milhares de visualizações pelo mundo, e nossa equipe buscou fazer uma análise quadro-a-quadro do que assistimos no trailer, para que você possa compreende-lo melhor e também compartilhar suas expectativas e opiniões sobre o vídeo. Confira o que achamos logo abaixo:

t1

Lumus Maxima. É isso mesmo: a apelação emocional para os fãs de Harry Potter já começa no início do vídeo. Olá, Prisoneiro de Azkaban! Ah não, outro filme. Já de início, escutamos a voz de Eddie Redmayne sussurrando o feitiço que faz com que um feixe de luz saia da varinha. Na imagem, temos um pequeno ponto de luz criando forma e se esvaindo. O fato de Newt estar sussurrando o feitiço pode ter sido criado para o trailer, mas também pode aparecer no filme. Onde ele estaria que precisa de iluminação e que sussurre? Dentro de uma maleta, talvez?

t2

Os feixes de luz criados por Newt finalmente criam vida, e no melhor efeito de Expecto Patronum dão origem ao logo da Warner Bros. Dessa vez, temos um logo de metal, como de costume, mas não é o mesmo metal do logo que vemos nos filmes de Harry Potter: é um metal mais inteiro, e brilhante. Na verdade, pode estar diretamente associado à Nova Iorque, nos anos 20, onde o uso de metais brilhantes eram constantes, no estilo arquitetônico art deco, que muito dizia sobre a época e pode se reparado no Congresso que temos no primeiro pôster.

t3

O logo se curva diante da tela, e adentrando o seu meio, tem-se a sensação de estar entrando em um corredor escuro ou labirinto. É pouco provável que este seja o logo que realmente apareça no início do filme, já que se trata apenas de um trailer de anuncio, e por isso a necessidade dessa expectativa de “entrada”.

t4

Tina, maleta e Congresso. Com um foco escuro que se amplia e apresenta o cenário que se assimila à um julgamento em um Congresso, Katherine Waterston adentra com a mala de Newt (QUE?) um cômodo bastante peculiar: ao contrário do Ministério da Magia britânico, o Congresso dos bruxos americanos parece ser menos convidativo: temos a maioria dos bruxos em pé, e o cenário é escuro e sem muitos adornos, apenas alguns bruxos (provavelmente importantes) estão sentados à frente de Tina, e alguém que se assimila bastante ao auror Graves está entre eles (à esquerda). De outro lado temos alguns com trajes à rigor e em pé. Embora o Figurino da sociedade bruxa americana seja também excêntrico, nota-se que ele é mais simples que os britânicos: talvez pela época ou pela sociedade mesmo, onde os bruxos são perseguidos. Podemos ver um tom de curiosidade no rosto de Tina, que provavelmente nunca esteve em uma situação do tipo ou no local.

t5

O Em 2016 aparece com o mesmo efeito do logo da Warner Bros e com a mesma fonte utilizada no logo do filme. O fundo foi sabiamente escolhido como texturas de diferentes animais: dessa primeira vez, temos o couro de alguma criatura que se assemelha à uma acromântula. O tom de suspense da trilha sonora também se intensifica a partir daí.

t6

Ontem, um bruxo chegou em Nova Iorque com uma maleta, anuncia Tina, enquanto a câmera toma um novo ângulo. Podemos ver agora o meio da sala, onde Tina assume uma posição central em uma estrela de cinco pontas, símbolo historicamente ligado à magia, embora muitas vezes seja tomado como sombrio. Nota-se que ela está falando com alguma pessoa importante com um chapéu excêntrico, e também pode-se notar alguns bruxos inquietos ao seu redor. Provavelmente se trata de um julgamento ou algo do tipo, se levar em conta o tom de voz da personagem e o ambiente. Mas por que diabos Tina estaria denunciando Newt, e por que ela estaria com sua maleta? Se ela estiver vazia, é sinal de um grande problema.

t7

Magia e anos 20. Em um novo ângulo, podemos notar a quem pertencia o chapéu. Uma autoridade política (provavelmente a maior) do Congresso Americano, representada pela atriz Carmen Ejogo. É bom termos uma mulher nesse papel, e seus trajes condizem bastante com a realidade dos “loucos anos vinte”, o que dá um ponto à mais para a equipe de Figurino do filme. Seu cabelo também representa a época, e podemos notar um olhar de preocupação em seu rosto. E ei, espera aí, os olhos dela são roxos mesmo? Sim, é isso. E por que ela olha para cima, e não para Tina, que supostamente está falando? Provável que tenha algo relacionado à visão dessa personagem.

t8

A roteirista J.K Rowling. No mesmo estilo de “Em 2016”, temos agora o nome de J.K. sobre um background de penas. É um tanto quanto óbvio que a Warner usaria de J.K. para atrair mais pessoas para o cinema: é algo inteligente e que realmente tem peso.

t9

Bom dia, Nova Iorque! Podemos ver agora o trafego intenso em Nova Iorque na entrada de um prédio, que provavelmente é onde Tina está depondo e a sede do Congresso Americano de Bruxos. Mesmo em tomadas externas, podemos notar que a fotografia do filme leva um tom mais tênue, podendo esperar algo mais sombrio.

t10

Alguém (Tina?) se aproxima de uma porta enquanto alguém à espera. Podemos ver agora um personagem com a maleta de Newt (novamente, o que estão fazendo com isso?), “Uma maleta cheia de criaturas mágicas”, Tina prossegue com seu discurso. A personagem e a maleta se dirigem para uma porta fechada que alguém de saia à espera, provavelmente do Congresso Americano. Quem seria essa pessoa, só podemos saber daqui um tempo. Queenie? Funcionária do Ministério?

 t11

Te convida a retornar. É isso mesmo, função apelativa. A Warner Bros está falando direto com o espectador, dizendo que J.K. Rowling o convida para algo. Não é um convite que pessoas normais tendem a negar. O fundo dessa vez é de penas.

t12

E infelizmente algumas escaparam, continua Tina. E coloca algumas nisso. Algumas bem grandes, se analisarmos o próximo take e vermos o tamanho do estrago que algumas dessas criaturas causaram ao quarto em que Newt estava hospedado. Podemos ver também Colin Farrell como Graves, o auror que está procurando por Newt após o estrago. Podemos notar também que Newt tinha se hospedado em uma região periférica de Nova Iorque, onde se encontram cortiços e o céu fechado e a ausência de cores contribui para o tom sombrio que o filme parece estar tomando.

t13

Para o mundo mágico. O convite está feito. Retorne para o mundo mágico que conheceu em Harry Potter, é um convite da própria autora. Vai mesmo recusar?

t14

Olá, Newt! Temos agora uma tomada do tão esperando Eddie Redmayne em seu papel principal. O cenário ressalta o quão simples é o local onde está hospedado (em breve destruído), e o tom de preocupação do personagem é notado se analisar sua expressão facial. Redmayne é um excelente ator. Ao abrir a maleta, ele escuta rugidos, o que o preocupa e fecha a mesma.

t15

Vemos agora Tina parada à porta de seu quarto, quando pergunta “Estava aberta?”, com um tom de preocupação e surpresa. Pode-se notar que nesse momento a personagem está com o cabelo menos rebelde que em sua cena anterior, no Congresso. Ou seja, antes de ir ao Congresso, a personagem passou por algumas coisas, certo?

t16

Apenas uma frestinha, anuncia Newt, dando um toque de humor e preocupação à cena, que parece mostrar bastante do que teremos do seu personagem: alguém excêntrico e preocupado. Afinal de contas, é da Lufa-Lufa, não é mesmo?

t17

Senhor Scamander! Grita alguém (se fechar os olhos, parece muito a voz de Minerva McGonagall, mas obviamente não é). E nessa cena, temos um Newt preocupado e disparando um feitiço em uma rua sombria de Nova Iorque. Percebe-se que está no inverno devido à neve em alguns lugares do cenário e a decoração de Natal na vitrine, o que nos leva à deduzir que é um tempo antes ou depois de Tina ir ao Congresso. E logo atrás de Newt, podemos ver alguém segurando a maleta que sem dúvidas não deveria estar fazendo isso: Jacob, um no-maj (trouxa). E em quem/o que Newt estaria disparando esse feitiço? Pelo visto, o personagem terá muitos problemas pra resolver em um único filme

t18

E finalmente, com tomadas passando pelo logo do filme, podemos ver ele criar forma com o mesmo efeito que vimos durante todo o filme e sobre um fundo esfumaçado. A trilha sonora passa a ideia de magia, e de primeiro momento nos lembra um pouco os filmes de Harry Potter.

Por se tratar de um trailer de anúncio, era de se esperar que não se visse muitas cenas importantes e de grande impacto no vídeo, entretanto, se levarmos em conta que falta quase um ano para o lançamento do mesmo, já é algo que nos prepara para uma grande divulgação que se inicia. O trailer já nos diz que o filme é mais adulto e sombrio que a maioria (ou todos) dos filmes de Harry Potter.

E vocês, o que acharam do primeiro vídeo e do pôster oficial? Estamos com o coração na mão, sério mesmo. E como Potterheads, só podemos dizer algo em relação à um dos filmes mais esperados do ano que vem: ACCIO 2016!