Capturar

Jogos Vorazes: Em Chamas é o segundo filme da franquia “Jogos Vorazes” baseado no best-seller de Suzanne Collins. Com o seu lançamento antecipado no Brasil, o filme conseguiu arrastar diversas pessoas, fãs e não fãs da trilogia. Depois de ganhar a conturbada 74° edição dos Jogos Vorazes, Katniss e Peeta embarcam na Turnê da Vitória, logo após ela descobre que suas atitudes na arena geraram levantes em alguns distritos do país. A trama se desenvolve com a Katniss tentando proteger a sua família, e agora, sob ameaças do presidente Snow, é obrigada a se casar com Peeta. Os Jogos completam 75 anos, e como de costume, é momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição especial dos Jogos que ocorre a cada 25 anos. A surpresa deste ano, é que os tributos serão escolhidos dentre os vencedores das edições anteriores. Katniss e Peeta terão que voltar para a arena. Lá enfrentam novos perigos e ameaças, tributos experientes e novas alianças. Mas Katniss precisa se lembrar quem é o seu verdadeiro inimigo.

Com aproximadamente 2 horas e 36 minutos, o filme consegue cumprir o seu papel em relação a “adaptação” do livro. O filme está com um “ar” bem mais distópico futurístico, os cenários estão impecáveis em relação ao primeiro filme, conseguimos ver uma nova “Panem” surgindo. Uma das coisas que eu mais gostei nesse filme foi a exploração em relação aos outros Distritos, conseguimos conhecer o Distrito 11, 6 e alguns outros. Até mesmo o Distrito 12 foi bem mais explorado nesse segundo filme da trilogia.

Catching-Fire-the-hunger-games-movie-35152497-1920-924 (1)

A atuação da Jennifer Lawrence (Katniss) sempre foi boa, mas parece que depois de tanto reconhecimento por conta de Katniss, a atuação dela ficou perfeita, insubstituível, extraordinária, incrível! A atriz consegue transmitir o sentimento da personagens de uma maneira forte, principalmente nas cenas tristes, você olha para a Jennifer e realmente consegue enxergar a verdadeira Katniss do livro. Não somente ela, mas todo o elenco está incrível, Josh Hutcherson como Peeta, Sam Claflin como Finnick, Liam Hemsworth como Gale, enfim, exatamente todo o elenco está de parabéns pela a atuação. Preciso destacar a atuação da atriz Jena Malone em sua personagem Johanna Mason, deixou muitas pessoas surpresas.

Mesmo o filme sendo a MAIOR alegria para os fãs, talvez uma das melhores adaptações, Em Chamas deve ser visto com outros olhos. Sim, fãs, experimentem ver o filme sem a ideologia de você ser fã da saga, vejam com olhos críticos na parte da história. Em Chamas puxa muito mais que Jogos Vorazes na parte de retratar como o mundo de hoje em dia é, de como algumas situações são IDÊNTICAS as quais vivemos, sobre o teatro que é feito para o povo ter um bom espetáculo, uma maquiagem do que realmente vivemos.

O filme contém uma trilha sonora incrível (ouça aqui) e além disso, o filme contém efeitos especiais bem trabalhados, podemos perceber que os efeitos evoluíram muito em relação a arena e Panem. Um pequeno ponto negativo – que não muda nada –  que achei é que existe algumas cenas em “Em Chamas” que deveriam ser mostradas em “Jogos Vorazes”, uma delas: “Katniss, Peeta e Haymitch indo para os seus quartos no décimo segundo andar”.

A arena também foi um dos fatores que evoluiu bastante. Na arena do septuagésimo quarto Jogos Vorazes, temos apenas uma floresta e algumas áreas de campo. Já a arena do 3° Massacre Quartenário, é mais complexa, com muitas surpresas, ela funciona como um relógio. A arena é dividida em 12 partes, cada uma com uma nova ameaça. O ambiente é úmido, possui uma faixa de água marinha, uma área de praia e uma grande floresta equatorial. Mas não foi só o ambiente dos Jogos que evoluíram, os novos tributos, já foram vencedores como Katniss e Peeta, todos eles são assassinos experientes, não são tão ingênuos quanto alguns dos tributos das edições anteriores.


O texto abaixo é um esclarecimento para os fãs da trilogia Jogos Vorazes (pode conter Spoilers)


Sim, tributos! O filme está super fiel ao livro, pequenas coisas não foram adicionadas mas isso não mudou nada em relação a qualidade, o filme está incrível, acho que mais fiel que isso não existe. Confesso que gostaria muito de assistir ao Massacre Quaternário do Haymitch, não teve essa cena no filme, infelizmente.