escroto

Johnny Depp rejeitou roteiro de “A Vingança de Salazar” porque vilão era uma mulher

Após o episódio de agressão doméstica envolvendo sua ex-esposa Amber Heard e ser eleito consecutivamente o ator menos rentável do ano em Hollywood, Johnny Depp continua a se envolver em polêmicas. Retornando a um de seus papéis mais famosos, o ator continua envolvendo-se em ações que têm impactos duradouros e decepcionantes no filme e em sua carreira.

O roteirista de muitos filmes da franquia Piratas do Caribe, Terry Rossio, revelou em seu blog que Depp também causou dores de cabeça durante o processo de escrita do roteiro de “A Vingança de Salazar” (Dead Men Tell No Tales). Em um post, o roteirista discute as realidades dos roteiros e produções de filme, e fez alguns comentários que envolvem o último filme de Piratas.

Pelo que o roteirista escreve, o vilão do filme, Armando Salazar, não apareceu nos roteiros iniciais; Jack Sparrow enfrentava uma vilã do sexo feminino, e Johnny Depp vetou os planos.

“Minha versão de A Vingança de Salazar foi descartada porque tinha uma vilã e Johnny Depp estava preocupado em ser redundante com Dark Shadows, que também tinha uma vilã”conta Rossio.

O roteirista diz que roteiros são constantemente rejeitados porque “não atraem”, mas a maneira como ele discute o roteiro de A Vingança de Salazar certamente enfatiza o gênero do vilão como um fator decisivo para o protagonista do filme.

A mudança de roteiro e vilão  pedida por Depp é bastante comum. Aconteceu também em Homem de Ferro 3, onde o antigo CEO da Marvel, Ike Perlmutter, proibiu o uso de uma vilã feminina, devido ao seu medo do impacto que isso teria no filme e nas vendas e seus brinquedos. Como sabemos, esse tipo de pensamento não é reflexo da realidade. Meninas e mulheres têm mostrado interesse em mercadorias tanto quanto os fãs do sexo masculino, e enquanto os estúdios continuam construindo cinema para os “caras”,  eles não consideram a quantidade de mulheres nas exibições daquilo que consideram “tradicionalmente masculino”.

É uma triste realidade que mulheres ainda têm sido silenciadas e sub-representadas na industria do entretenimento, e nós, do Sobre Sagas, lamentamos muito por isso.

 

Participante do Sobre Sagas desde 2013, entrou na equipe como Colunista do site. Potterhead desde 2006, viu em Potter a oportunidade de se apaixonar por literatura fantástica (O Senhor dos Anéis, As Crônicas de Gelo e Fogo, Percy Jackson), e atualmente também tem se apaixonado por distopias (The Hunger Games) e dramas mais densos.
  • Danrley Schwengber

    Desnecessariamente tendencioso, o texto fez uma apologia enorme à questão de Johnny Depp rejeitar por ser mulher quando na verdade a única questão em pauta para ele foi que não queria que se assemelhasse a outro filme. Machismo é uma coisa real e precisa ser combatida porque os níveis são muito altos, porém, não criem machismo onde não há!

    • Eduardo Souza

      Mas fazer vários filme com vilões do sexo masculino não é redundante​, então porque fazer com vilões do sexo feminino é? Claramente foi machismo da parte dele sim

      • Dan

        Mas no último filme da franquia já teve vilã, que foi a angelica interpretada pela Penélope Cruz, inclusive ela robou a cena, foi tão
        protagonista quanto ele. Talvez essa vilã proposta pelo roteiro era muito parecida com a angelica e consequentimente vilã sombras da noite. Sem contar que esse pode ter sido só um dos problemas do roteiro, já que ele foi reescrito várias vezes, a pedido da própria Disney, fazendo o filme quase não sai do papel.

  • Adriana Sá

    Kkkkkkk sério que esse pessoal tá publicando isso?? Quando é que vão parar de inventar mentiras sobre o Johnny!? Eita povinho miserável!! Aceitem, Johnny é maravilhoso, amado e respeitado por todos e todas em Hollywood. Nenhuma mentira que vocês inventarem vai mudar isso. Porque quem o conhece sabe o quão incrível ele é. Querem detonar o Johnny antes da estreia do filme!? Não vão conseguir, bando de fofoqueiros de baixo nível.

  • André Bruna Scheidt

    Eu axo muito injusto quando uma pessoa faz sucesso e a mídia tenta acabar com a carreira com todo tipo de mentiras, Johnny é excelente ator não merece isso.