O livro foi lançado em 2010 pela Editora Biruta, mas nesse ano a editora do livro mudou, e é a Companhia das Letras. Desde a primeira vez em que li me senti envolvida pela história e fiquei com vontade de conhecer os lugares onde se passa o livro.

O livro conta a história de Anabela, uma garota de quatorze anos que mora com seu pai, Marcelo (sua mãe morreu quando ela era pequena).

Um certo dia ele chega em casa com notícias que mudaram completamente a vida deles:

1. Ele havia conseguido um emprego no Teatro José de Alencar;

2. Ela iria para o teatro junto com ele todas as tardes;

3. Eles iriam comemorar assistindo ao espetáculo de balé Giselle.

Ela fica eufórica, já que o teatro José de Alencar é um de seus favoritos. Finalmente chega tão esperada noite do espetáculo, e Anabela convida sua melhor amiga Luciana para ir junto. Durante a linda apresentação, Anabela vê uma bailarina vestida de azul e se surpreende com o profissionalismo dela. Mas descobre que só ela consegue enxergar a tal bailarina.

Durante vários dias ela fica muito assustada e não conta à ninguém, até que não consegue mais guardar isso só para si e conta tudo à Luciana, que ajuda a investigar o caso e faz entrevista com os trabalhadores do teatro. Durante essas entrevistas elas descobrem coisas que são quase impossíveis de acreditar.

Até que a bailarina entra em contato com ela e pede um favor, que até então era seu maior segredo.

Antes a capa do livro era diferente, eu a adorava, mas quando lançaram essa nova edição achei mais fofa e mais bonita também.

O livro é dividido em três atos:

As são páginas amarelas, o que eu adoro, porque não cansa a vista e não dói a cabeça. Ele é bem rápido de ler a história é a história tão viciante que é fácil ficar nervoso e com medo (pelo menos eu fiquei hahaha) durante o desfecho da história.

Quem gosta de literatura nacional não pode deixar de ler 😉