_DSC8130

Um pouco sobre quem escreveu o livro:

Fabiana, carioca, nascida e criada em Copacabana. Formada em Direito na PUC, trabalhou um pouco na área e largou para escrever. Antes criou um blog chamado “Experimenta, amiga!” sobre moda e beleza. O que era um hobby se tornou algo sério e ganhou dois prêmios na categoria em dois anos seguidos. Em 2013 decidiu criar um livro, sabia que seria para o público jovem. “Clube dos Herdeiros” ficou pronto em um mês e meio. Depois veio Aristocracia Perdida e agora ela está no processo de revisão do ‘Clube dos Herdeiros 2’.

Sobre O Clube dos Herdeiros:

O Clube dos Herdeiros (livro), foi um dos poucos livros de autores brasileiros que mais me chamou a atenção. Sempre gostei de Gossip Girl e vi que o livro era um pouco parecido. Conheci a Fabi pelo facebook e esperei ansiosamente pelo lançamento do livro. Comprei na Bienal e só tenho elogios.

O livro conta a história de Manuela, Helena, Guilherme e Henrique, quatro adolescente que nasceram em berço de ouro e que fazem parte do clã que representa a nova aristocracia carioca – o Clube dos Herdeiros. Mas não se engane, a vida deles não é tão perfeita assim. Em meio de intrigas, festas, traição e muita bebida, você irá perceber que as aparências podem enganar. Uns dizem que você pode se apaixonar pelos personagens e ter raiva de outros. Eles podem ser ricos, mas até as estrelas não possuem seu brilho eterno…

O livro tem uma leitura leve e faz você se apaixonar por cada personagem em sua particularidade, além de apresentar pontos tipicamente cariocas a autora abusa da poesia e de uma narrativa bastante metafórica. Para quem tem certo preconceito com a literatura brasileira, esse é um bom livro contemporâneo, que irá mudar o seu conceito.

Pra quem gosta de um romance épico, você certamente irá se apaixonar pelo #CasalErrado da mesma forma que eu me apaixonei. Fabi conseguiu criar personagens tão reais, que poderiam ser seus amigos de infância, da faculdade ou aquela pessoa que você esbarrou em uma festa.

E o mais legal é a trilha sonora escondida no livro, de muito bom gosto por sinal e que completa com essa história emocionante. Estou ansiosa pela continuação…

ps: Como fã de Gossip Girl, acredito que um certo casal, conseguiu ser o que Dair (Dan e Blair) nunca foi…


 

Sinopse – Clube dos Herdeiros – Bem vindo à selva!

O livro conta a história de Manuela, Helena, Guilherme e Henrique, quatro adolescente que nasceram em berço de ouro e que fazem parte do clã que representa a nova aristocracia carioca – o Clube dos Herdeiros. Mas não se engane, a vida deles não é tão perfeita assim. Em meio de intrigas, festas, traição, intriga e muita bebida! Uns dizem que vocie pode se apaixonar pelos personagens e ter raiva de outros. E que você pode mudar o seu conceito com muitos outros, não se engane. Eles podem ser ricos, mas até as estrelas não possuem seu brilho eterno.


 

Algumas pessoas, ao ler a sinopse, identificaram como uma possível versão brasileira do livro que se tornou um seriado de bastante sucesso na televisão americana: Gossip Girl.

Fabiana se defendeu: “Eu acho que lendo a sinopse, pode ser que surja essa impressão sim. E não seria injusta! (risos) Mas quem ler o livro vai ver que os personagens são muito diferentes, muito próprios. E o fato da história ser carioca dá uma personalidade diferente a ela. O Rio é personagem de O Clube dos Herdeiros como NY era personagem de Gossip Girl!”. Mas reconhece “Cecily foi uma das minhas maiores inspirações. Mais como tema do que como forma de escrever. Isso influencia bastante. Mas sabe quem também me inspirou muito? Clarice Lispector, em um livro que li quando pequena chamado “A mulher que matou os peixes”. Ela falava direto com o leitor, isso me impressionou muito. Se tornou uma marca minha também. E, outra: parecer com Gossip Girl não é nada ruim pra mim! (risos) Acho um elogio.”

O que a Fabi espera do livro:

“O que eu espero? Eu fico muito ansiosa para ver a identificação das pessoas com ele. Hoje meu grupo de Beta tem em torno de 15 pessoas. E cada uma tem uma visão muito diferente! Umas amam um personagem que outras detestam, defendem um lado, condenam o outro, adoram uma cena que eu nem achei tão legal ou nem dão bola pra um detalhe que eu amei…enfim, eu amo o fato do livro ter vida própria! O que eu quero é isso, que cada um tenha um ‘Clube dos Herdeiros’ pessoal.”