IMG_1486-0.JPG

Rick Riordan escreve carta pedindo boicote aos filmes da saga “Percy Jackson”

Estamos chocados! O Rick Riordan, autor da saga literária “Percy Jackson e os Olimpianos“, pediu boicote aos filmes da saga.

Rick escreveu uma carta para professores em seu blog, pedindo para que os filmes da franquia não sejam mostrados aos alunos. O autor ainda sugeriu a exibição do filme “Fúria de Titãs“. Leia a carta completa traduzida logo abaixo. (Carta Original)

percy coluna

Querido Professor,

Oi! Eu sou tão grato pelo fato de você estar ensinando mitologia grega para os seus alunos e talvez lendo meus livros com eles. Espero que dê certo! Se você quiser algumas idéias de plano de aula eu tenho uma tonelada de material livre no meu site, em sua maioria extraídos dos meus próprios quinze anos como um professor de escola secundária.

Agora um apelo: Por favor, pelo amor de inteligências múltiplas, não mostra esses filmes de “Percy Jackson” (aspas irônicas intencionais) em sua sala de aula para uma lição de contraste e comparação ou, deuses nos livre, uma “recompensa” no final de sua unidade. Nenhum grupo de estudantes merece ser submetido a esse tipo de punição entorpecente. O valor educativo dos filmes é exatamente zero. A melhor utilização do tempo de sala de aula seria. . . bem, praticamente qualquer coisa, incluindo olhando para o relógio durante cinquenta minutos ou tirar o dia para limpar o armário.

Se você precisar de uma pausa e estiver usando o filme para que você possa ter tempo para dá uma olhada em alguns papéis, ei, eu entendo totalmente isso. Eu fui professor por um longo tempo! Posso sugerir “Fúria de Titãs”, ou a versão de 1960 de “Jasão e os Argonautas”, ou “Heck”, e até mesmo a animação de “Hércules” da Disney, apesar de ser tão ruim. Esses filmes têm muitas coisas para comparar e contrastar com os mitos gregos reais. Mas meu coração rompe toda vez que ouço que o tempo de sala de aula está sendo jogado fora assistindo as maçantes adaptações de Percy Jackson.

Talvez as crianças desejem ver por conta própria. Tudo bem. Tanto faz. Pessoalmente, eu preferia ter meus dentes arrancados sem anestesia, mas cada um decide o que quer. Mas gastar o tempo em aula com esse filme, entretanto? Eu já justifiquei muitos atos meus em meus anos como professor. Uma vez usei a churrasqueira para falar sobre sacrifícios para deuses Gregos com os meus alunos da sexta série. E em outra eu ensinei o tradicional jogo Zulu ao rolar melancias em uma colina e espetava-as com um cabo de vassoura. Também houveram aulas de esgrima enquanto estudávamos Shakespeare, reencenamos completamente Epopeia de Gilgamesh, e, sim, assistimos vários grandes filmes uma vez ou outra. Mas eu posso pensar em zero justificativas para assistir as adaptações de meu filme como parte do currículo escolar. (E por favor, não chame isso de meus filmes. Eles não são de qualquer forma meus.)

Obrigada pela atenção. Espero que você tenha um grande ano escolar. Espero que suas crianças estejam animadas para a leitura. E eu espero que você considerará o pedido desse escritor. As crianças não precisam de tempo em classe para aprender que filmes podem ser muito, muito ruins. Elas vão descobrir por si mesmas.

Sinceramente,
Rick Riordan

Tradução: Livros&Citações

Criador da Sobre Entretenimento - grupo que administra os sites Sobre Sagas, Sobre Pop e Sobre Séries, apaixonado por Lana Del Rey, iamamiwhoami e por Harry Potter, vê nos livros uma maneira de embarcar em um novo mundo, viver uma nova história e sentir diferentes emoções.
  • Lary

    meu deus….

  • Luciano Malphus

    Uma coisa que sempre me perguntei foi porque ele não se envolveu mais na roteirização e produção dos filmes. Ele podia ter exigido essas cláusulas quando vendeu os direitos. Deixou eles fazerem o que quisessem e o resultado foi essa desgraça. Parte da culpa foi dele. Deve ter ficado de olho no dinheiro e nem percebeu o que fariam com a historia. Agora ta criticando.

    • cecília

      não, ele não podia. é a mesma coisa de alguém lhe vender um apartamento e esse alguém exigir que você não reforme o banheiro.

      • Maluco da Cabine( o retorno)

        Patrick Rothfuss fez isso com os livros dele…. o contrato q ele está trabalhando com a Lions Gate o dá liberdade a acesso a roteiros de filmes,séries e possíveis games.

        • Depende muito do contrato, porque se a editora dele vendeu os direitos pra Fox, por exemplo, na maioria das vezes ela bota tanta clausula que o autor “perde” o direito sobre o titulo quase

          • Luciano Malphus

            Joice, então pra você um escritor que escreve livros e séries inteiras não consegue ler um simples contrato até o fim ou entender seu conteúdo? J.K Rowling e George RR Martin também são autores que fizeram suas exigências ao vender suas sagas. Só pra citar alguns…

          • Lyara Munt

            Luciano, a JK não fez exigência ao vender a saga para a Warner. Na verdade, ela “aceitou” a venda ao assinar o contrato com a editora que publicou HP (na verdade, ela nem sabia se um dia os livros seriam adaptados para o cinema ou não). Em muitos casos é isso que acontece, e se o autor, ou autora, não concorda com o contrato corre o risco de não ser publicado.

            Quando o autor participa da adaptação, muitas vezes, é por convite das produtoras ou então é ele mesmo quem produz o filme para ter poder criativo.

          • Luciano Malphus

            Não sei de onde você tirou essa informação, mas está equivocada. E um pouco confusa também. Pra começar HP foi originalmente publicado pela Bloomsbury. O que isso tem a ver com a Warner? Leio tudo sobre Harry Potter desde que o filme da Pedra filosofal estava em produção. Lembro muito bem que ela negou várias vezes que o livro virasse filme pois sabia que muita coisa seria alterada. Chris Columbus então falou com ela e depois de muita conversa a convenceu de seria o mais fiel possível. E de fato foi, nos dois primeiros que produziu. Uma das exigências dela foi que o elenco tinha que ser britânico. Ela participaria das audições para escolha dos atores e foi ela quem escolheu Daniel Radcliffe pra ser o Harry. Ela vetou uma possível adaptação em que Dumbledore teria um romance com Mcgonagall. Contou o segredo de Snape pra Allan Rickman. Ela participou sim, e muito.
            Um autor só vende os direitos de seu livro se quiser. Você acha que George RR Martin recebeu poucas propostas pra transformar seus livros em filme? Foram centenas! Ele precisou ser convencido e só aceitou quando os produtores concordaram que teria de ser uma série e que ele tinha a mesma visão que ele sobre a história.

            Patrick Ruffus é outro exemplo. Levou mais de 10 anos pra ele aceitar vender os direitos das Crônicas do Matador de Rei. E ele anunciou que vai participar ativamente do projeto com plenos poderes.
            Acho que o Rick Riordan comeu bola nesse contrato aí. Ele não pensou direito ao aceitar a proposta ou precisava do dinheiro e não quis perder a oportunidade.

          • Assunto Nerd

            Você está certo em muitas questões. Sou fã de Harry Potter desde que o livro da pedra filosofal lançou no Brasil. Leio tudo e pesquiso muito. J K realmente fez muitas exigências e algumas no roteiro dos filmes,entretanto, foram coisas que não se envolvem muito com o roteiro, como o desenho de alguns cenários e até mesmo a cor de algumas coisas.
            Ela não fez interferências grandiosas no roteiro,e nem Gerge R R Martin. A crítica que você fez ao Riordan não é muito verídica e nem fácil de se realizar. E escolher a nacionalidade dos autores não fala que a Rowling fez intervenções no roteiro.
            Estude mais sobre o assunto antes de criticar,pois seu erro é até compreensível e nós fãs relevamos.

          • Filipe

            Na verdade, J.K. Rowling se envolveu bastante com os filmes sim. Tanto que ela ficou bem conhecida por ser bem protetora em relação a sua obra. Pra começar, ela vendeu os direitos de filmagem de Pedra Filosofal a um valor baixo, com a condição de ter controle criativo sobre a obra. No Prisioneiro de Azkaban, ela não deixou o diretor Alfonso Cuaron colocar anões nos corredores de Hogwarts, alegando que eles não faziam parte daquele mundo. No Enigma do Príncipe, ela vetou uma fala do Dumbledore no roteiro, onde ele falava de uma antiga paixão por uma menina quando mais jovem, revelando para todos que Dumbledore é gay. E ela entrou como produtora em Relíquias da Morte partes 1 e 2. Enfim, J.K. soube fazer com que seu trabalho fosse respeitado.

          • Fernanda Ventur

            Ela fez várias exigências sim my dear, como por exemplo a escolha dos atores, entre outros, ela sempre esteve presente, como ainda está 🙂

          • Beazacha

            Atores são diferentes de roteiros e é esse o ponto. O guri criticou o Rick por não ter se metido mais no roteiro, mas esqueceu que contratos existem. Ele tem um contrato de venda dos direitos pra adaptação E um contrato que o força a cumprir uma agenda de lançamentos.

          • Martins

            Martin não fez exigência alguma ao vender direitos das crônicas, ele virou apenas um consultor, sem poder sobre o roteiro. O que eles faziam era convida-lo pra escrever um episódio por temporada, quando ele tinha tempo.

      • Edissa Liliã

        se estiver no contrato que você não pode reformar o banheiro, você não pode reformar o banheiro

      • Caso não saiba, muitos escritores influenciaram nas adaptações, como a “mais conhecida” J.K Rowling, que influenciou bastante nos filmes de Harry Potter, como a escolha do ator de Harry.

        • Myh

          E vc acha q hp foi fiel? Eu gosto dos filmes e do elenco, mas convenhamos q tiraram um monte de coisa importante nos filmes

          • Amanda Castejon

            Não acho que “tiraram um monte de coisa importante”. Acho que apenas retiraram algumas cenas para que o filme não ficasse longo e massante. É impossível resumir o conteúdo de um livro em apenas algumas horas e é preciso ter consciência disso quando se faz uma adaptação cinematográfica. O que fizeram com Percy Jackson foi muito diferente de apenas retirar algumas cenas para tornar o filme mais rápido. Eles MUDARAM a história. Para se ter uma ideia, Percy nos livros começa com 12 anos e se não me engano, nos filmes começa com 16. E por mais que não pareça, a idade do semideus influencia E MUITO na trama.
            Portanto, apesar de terem sim retirado algumas cenas consideradas importantes pela maioria dos fãs, nunca mudaram o rumo da história de Harry Potter e sempre contaram o necessário. Com Percy não.

          • Aili

            Ai a gente lembra que existe o enigma do principe e como sem o livro ele não faz nenhum sentido, ja que no filme eles mal exploram o livro.

          • Não disse que os filmes de Harry Potter foram fieis, mesmo achando que sim. Eu disse que a autora do livro “influenciou bastante nos filmes”.

        • Vanessa Moreiira

          E ainda assim a adaptação é PÉSSIMA!!

    • Pedro Henri

      Ele se dispôs a escrever o roteiro de “Percy Jackson e o Ladrão de Raios”, mas o diretor Chris Columbus vetou a ideia. Uma pena, sempre quis saber como teriam sido os filmes escritos pelo próprio autor dos livros.

    • ShaolinWolf

      A J.K conseguiu se envolver justamente pelo sucesso da saga(eu curto Percy Jackson,mas convenhamos,não chega aos pés da explosão que foi HP na época),se ele tenta exigir alguma coisa era capaz de nem fazerem o filme.Eles colocaram uma pressão muito maluca nesse filme,era o mesmo diretor do primeiro Harry Potter(se não me engano),dai acharam que era um selo de qualidade,a FOX cresceu o olho com a possibilidade de conseguir concorrer com a saga da Warner,e fez de qualquer jeito.
      O Rick podia nem estar ligando muito para o filme,vai que ele quisesse apenas uma publicidade pelos filmes(eu mesmo conheci por conta do filme),o que não diminui a culpa,mas pelo menos ele admitiu que os filmes foram péssimos(deve ter aberto a boca agora,pois dificilmente vai ter um terceiro filme).

      • Vanessa Moreiira

        Exato !!
        e também conheci por causa do filmes…
        Alias, conheci MUITOS livros por causa dos filmes e com exceção de jogos vorazes os filmes nunca nem chegaram aos pés dos livros.

    • Myh

      Gente, o Rick é autor de livros e não roteirista. Sem contar, que outros autores já venderam seu direitos e não se envolveram com a produção/roteirização e tiveram seus trabalhos muito bem adaptados. Fora que nesses tipos de contratos há cláusulas que praticamente fazem com que o autor “abra a mão” de sua obra. E não foi a primeira vez q a Fox estragou uma adaptação, eles fizeram o mesmo com Eragon, por exemplo. Hj em dia, qnd vejo que algum livro q eu gosto será adaptado pela Fox, eu nem crio expectativa.

  • jukagoulart

    Isso que dá pensar só em dinheiro.

  • Matheus Costa

    Sei que muitos podem olhar e dizerem “Ninguém mandou você assinar este contrato”, mas o que disseram em outros comentários é verdade. Parece que realmente o tio Rick não podia participar tão ativamente da produção, causando assim uma completa falha nestes filmes. Posso citar aqui que HP e JV deram muito certo nos cinemas e por “coincidência”, J. K. Rowling e Suzanne Collins participaram de toda produção. Riordan está completamente certo em tentar boicotar estes filmes, além de terem acabado com a história (a única coisa que faltaram mudar foi o nome dos personagens), em nada esse filme serviu pra ensinar a cultura grega. Possuí elementos dessa cultura? Claro que sim, mas me digam se realmente alguém aprende com aquilo. É isso aí tio Rick, não pegou pesado coisa nenhuma, estou contigo. E obrigado ao site por nos notificar sobre a carta!

    • Mas o que diferenciou Rick Riordan de Rowling ou Suzanne? Ele não poderia exigir isso no contrato?

      • Matheus Costa

        É que funciona assim: se no contrato dizer que você não pode alterar alguma coisa, você não pode alterar mesmo sendo o autor da obra. Tudo muda devido ao contrato, infelizmente

        • Ah, mas ele não poderia apenas fechar a negociação só quando estivesse fazendo parte da produção? Tipo: “só vou assinar o contrato se eu fizer parte da produção das adaptações”

          • ShaolinWolf

            O que pode ter dado uma facilitada para o contrado da J.K,deve ter sido justamente o enorme sucesso de Harry Potter na época(Junto a um contrato mais flexível),pois convenhamos Percy Jackson faz sucesso,mas não chegou perto do que HP foi na época.
            Eles devem ter colocado uma pressão no cara,do tipo,ou você aceita ou pegamos outra saga e já era(eu lembro que o filme era vendido como se fosse um novo Harry Potter),pois sinceramente ,de uma hora para outra sagas para o público infantil e adolescente aumentou demais nos últimos anos,o que diferencia o sucesso do filme é justamente a adaptação,pois se o filme não agrada os leitores,simplesmente acabou para a saga.

          • Fernanda Ventur

            Dinheiro foi isso que mudou hahah igual Jk e George Martin que tiveram que ser fortemente convencidos para aceitarem uma adaptação, o Rick aceitou fácil.

          • Beazacha

            Na maioria das vezes as cláusulas relativas a venda de direitos pra adaptação são resolvidas quando a editora nem publicou o livro ainda; o cara não vai ficar criando caso com algo que pode nunca virar outra coisa e correr o risco de não ter seu trabalho publicado por isso. O mercado editorial é cruel, o povo tem a impressão que você escreve um sucesso e manda na budega toda, mas não é assim.

      • Alessandro Sachet Junior

        A diferença foi que Rick assinou com a Fox e a J.K assinou com a Warner. E a Fox quase sempre faz merda. Simples

  • Myh

    A cada dia eu gosto mais do tio Rick!

  • Lyara Munt

    Olha, eu não tenho ideia de como funcionou os contratos de Percy, mas algumas editoras americanas, ao publicarem os livros, já inclui no contrato os direitos pelo filme (o que significa que, se você não assinar, nem seus livros serão publicados! Do mesmo jeito que pode não haver nenhuma adaptação da obra literária). Pelo que eu saiba foi assim com a JK! Mas ela foi convidada a ser produtora do filme, o que deu a ela certo poder criativo. John Green, por exemplo, também foi convidado a participar dos filmes. Mas do mesmo jeito que as produtoras podem incluir o autor do livro, ela também pode excluir, por causa do que eu disse anteriormente, às vezes não são contratos diferentes e muitas vezes, quando o autor assina, nem imagina que realmente vão fazer um filme.

    O próprio John Green disse isso. Um dos livros dele foi publicado por uma editora diferente, então a produtora que tinha os direitos pra fazer o filme também era diferente. Com o sucesso de A Culpa é das Estrelas, perguntaram a ele no Tumblr se o Quem é Você Alaska seria adaptado e ele respondeu explicando que o direito era de outras produtora desde que o livro foi publicado! Por isso não dependia dele, e que, na verdade, ele tinha sorte de ter sido convidado a participar das adaptações que fizeram até agora. Imagino, sinceramente, que a mesma coisa aconteceu com o tio Rick, só que ele pode ter tentado “brigar” pra deixar o filme bom e barraram ele. O resultado é uma das piores adaptações que já assisti na vida.

    • Fernanda Ventur

      Na verdade JK não iria fazer os filmes, não tinha nenhum contrato assinado quando ela assinou com a editora. Somente alguns anos depois de muita conversa que os produtos conseguiram convencer ela a aceitar. E sem mimimi né, Harry Potter é infinitamente melhor que percy Jackson, não só nos filmes

    • Beazacha

      Exatamente! O pessoal sabe porcaria nenhuma sobre mercado editorial, nem tenta se informar e sai falando besteira por aí. Pior são as pessoas que nem fãs são e ficam falando bobagens só pelo prazer de ser um hater patético e desocupado.

  • Ray

    Me pergunto se o tom de surpresa no post trata-se de sarcasmo. N é a primeira (nem a ultima) vez que o tio Rick fala abertamente que odeia os filmes. E sinceramente me pergunto quem é capaz de gostar? pq além de ser péssimas adaptações, também são pésssimos filmes, tão rídiculos que dão pra passar na sessão da tarde.

  • Fernanda Ventur

    Hahaha amei, tanto os filmes como os livros são ruins.

  • Vanessa

    Percy Jackson e os Olimpianos é minha série de livros preferida, porém os filmes estão longe de retratar a essência dos livros. Estão mais para filmes inspirados no livro a adaptações. Entendo quem gosta, eu até gosto de assisti-los pois foi através deles que conheci a saga. No princípio eu amava os filmes, mas quando li os livros eu passei a acha-los ridiculamente nada a ver. Gosto da série Harry Potter e sei que a autora se envolveu muito nas produções, inclusive ela foi contra transformarem a série em desenho animado. Pessoalmente eu não gosto muito dos filmes, mas foram, sim, bem adaptados. Compare com os filmes de Percy Jackson. John Green também se envolve nas produções dos filmes.Tem diferenças dos livros, claro. Não dá pra fazer uma adaptação 100% fiel ao livro.
    Agora exemplos de filmes bem diferentes são Divergente e Maze Runner, mas ao menos podemos ver que os respectivos autores estiveram ao menos presente nas gravações, já que aparecem nos filmes em determinado momento.
    A impressão que eu tenho é que o Rick Riordan só se importa com o lucro, não com a qualidade. Já li todos os livros dele e sinceramente, O Sangue do Olimpo é uma merda, para uma conclusão ainda nem se fala. Nada do que foi vendido no decorrer da série acontece no livro. Recentemente reli Percy Jackson e os Olimpianos e encontrei tantos erros que nem posso contá-los. Erros de tradução sim, mas a maioria de mitologia, erros do autor. Ele se contradiz. A cada momento diz uma coisa.
    Ao ler seus livros mais novos, tenho a impressão que ele se apressou para cumprir o prazo. Sou fã dos livros, mas estou decepcionada com o autor.

  • Natã Tavares

    eu estou escrevendo um roteiro para uma série de TV sobre PJO, e, eu quero dar um jeito de mandar pro tio Rick

  • Vanessa Moreiira

    As pessoas usam a JK como exemplo, como se os filmes do Harry Potter fossem fiéis aos livros. Gente, na boa, NÃO SÃO. Eu AMO os livros e os filmes (exceto o Enigma), mas não há condições de comparação. Em algumas da ate vontade de chorar de tristeza.
    Ela participou sim e todas as produções, mas isso não impediu de terem mudanças tragicas.

    Pelo menos o Rick percebe a CAGADA que foi feita nas adaptações.