1506983_813467352072216_5217305306603851534_n

Saga “Os Instrumentos Mortais” é acusada de plágio e pode deixar de existir (?)

A saga literária “Os Instrumentos Mortais” é acusada de plágio e pode deixar de existir (?), bom, pelo menos é esse o desejo da autora Sherrilyn Kenyon, responsável pela acusação.

A autora Sherrilyn Kenyon, colega de trabalho de Cassandra Clare, abriu um processo alegando que a saga literária “Os Instrumentos Mortais” e a série de TV “Shadowhunters” foram copiadas consciente e deliberadamente da história dos Dark-Hunters de Kenyon.

O primeiro livro da saga Dark-Hunter (alguém aqui já ouviu falar? Risos), da autora Sherrilyn, foi publicado em 1998, enquanto o Cidades dos Ossos foi publicado em 2007.

instrumentos mortais

Feito no dia 5 de fevereiro, o processo – que alega violação de copyright e trademark e está pedindo por danos, perda de lucros e um final ao violação – alega uma série de similaridades entre as séries.

O processo diz, “é sobre uma elite de guerreiros que devem proteger o mundo humano de ameaças paranormais que não podem ser vistas e que procuram destruir humanos conforme eles vivem sua vida diariamenteAmbos ganham um manual sobre como conduzir a sua missão e como agir enquanto estiverem lidando com entidades e espécies no seu mundo de ficção”, o processo adiciona. Nele, também são destacados pontos como em ambas as séries há guerreiros que protegem os humanos de demônios, ambos encantam espadas divinamente encantadas, que também possuem nomes exclusivos, e aparentemente, em 2006, a série de Clare teria o nome de Dark-Hunter, porém Kenyon pediu para que a autora alterasse isso, o que ela fez, substituindo para “sombras”.

Entretanto, muitos também apontam que Sherrilyn Kenyon não inventou a ideia de um grupo de seres humanos que lutam contra o sobrenatural, e ela não poderia reivindicar a propriedade sobre uma história onde a maioria dos humanos são cegos para o mundo sobrenatural porque já encontramos histórias como essa antes.

tumblr_mocsscnMoV1r1spxoo1_1280

Cassandra Clare não manteve o silêncio com toda essa situação e se diz “surpresa e desapontada” com a acusação de plágio. Em sua resposta pública, seu advogado John Cahill disse: “Cassie está tanto surpresa como desapontada com a Sra. Kenyon, que trouxe a tona um processo uma década após a estreia de seus livros…”

Além disso, Kenyon pede o fim de todos os elementos envolvendo os Caçadores de Sombras, incluindo os livros, spin-offs, filme e série… GENTE, ISSO TUDO É INVEJA? SOCORRO!

Criador da Sobre Entretenimento - grupo que administra os sites Sobre Sagas, Sobre Pop e Sobre Séries, apaixonado por Lana Del Rey, iamamiwhoami e por Harry Potter, vê nos livros uma maneira de embarcar em um novo mundo, viver uma nova história e sentir diferentes emoções.
  • Raul

    Gente quem é essa autora WHO que resolveu pagar esse micão? KKKKKKK

  • Raphael

    Pq so resolveu processar agora? ela quer fama e ta conseguindo

  • Marciel Espinosa Dias

    Dark o que…? Cara,quem já ouviu falar disso? kkkkkkkkkkkkkkk mds até onde a inveja vai!

    • Tamara

      pensei o mesmo, é muita inveja mesmo.

    • Junior

      nunca nem ouvi falar dessa bosta

    • Larissa

      Eu conheço os livros dessa autora, já li toda a série Dark Hunter e existem SIM várias similaridades entre elas. Ela pode não fazer tanto sucesso hoje em dia já que os livros dela são bastante antigos. E olha que coisa curiosa, Kenyon tem mais de 20 livros publicados e ela está na lista dos bestselling authors do The New York Times. Incrível, não é? Acho que ela não tem inveja de ninguém então 🙂

  • DARKHUNTER MEU CU

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Adriana

    Sherrilyn Kenyon amiga, então vc quem plagiou YuYu Hakusho e ninguém nem tá falando nada :B

  • Letícia

    Miga, ainda dá tempo de se matar…

  • Sérgio Araujo

    To rindo pra não chorar, muito engraçado essa mulher querer simplesmente excluir INSTRUMENTOS MORTAIS do mundo…

  • Renata

    Ela pode até estar errada, mas só porque a autora ou a saga não são famosas, não quer dizer que não possa ser plágio. Na verdade, o fato de ser uma estória desconhecida só aumenta a facilidade em plagiar. Vocês não deviam tomar por esse lado, e sim querer ler o dito original e comparar, ver se foi isso mesmo. Tem muita coisa plagiada por ai, e gente que não teve sucesso com o que criou e foi plagiado por alguém que acabou ficando super famoso é o que mais tem. Não saiam xingam a tal moça só porque são fãs de Shadowhunters. É uma obra dela, criação dela, e mesmo que não seja plágio e que seja provado assim, pensem como seria pra vocês ver algo que você criou flopou imitado por alguém que tá ficando rico às custas das suas ideias. De novo, não estou defendendo nenhum dos lado, só falando que não deveríamos tomar direto o lado que autora que conhecemos, só quem sabe a história toda ai são elas. ;*

    • me chame de você

      Falou tudo!!!!!!!!!!

    • Falou tudo moça!

    • Daniela

      Super concordo com você, mas acho estranho pelo simples fato que, desde 2007 ShadowHunters vem crescendo cada vez mais, tornando-se uma série atualmente, além das milhares de vendas do livro e tal. A obra da autora que acusa a Cassandra Clare de plágio, foi publicada em 1998. Depois desse ENORME espaço de tempo, porque a autora resolveu falar sobre isso justamente agora? Podendo lá em 2007 quando o sucesso dos livros começaram, ter parado, discutido sobre e até retirado tudo que envolvesse a saga?! Não reclamo dela querer reivindicar sua obra, até porque eu escrevo muito e posto em sites, deixando claro o quanto odeio plágio e que é um crime; eu reclamo pela negligência da autora de aparecer no auge da saga “Instrumentos Mortais” para reivindicar seus direitos, pedindo até para retirar coisas relacionadas a obra da Cassandra Clare, quando hoje, há milhoões de fãs espalhados pelo mundo.

    • Lawannabe

      Exato

    • Maria Lucia Chinchi

      Eu penso igual, mais shadowhunters e muito parecida a darkhunters

    • Nah Chan

      Disse tudo Renata, acho que a série Dark-Hunters é de um público diferente, por isso os fãs de SH não conhecem.

    • Leonardo Ribeiro

      “Julian da Macedônia foi amaldiçoado a viver dentro de um livro pela eternidade, cercado de mulheres, apenas para satisfazer seus prazeres, mas sem envolvimento. Julian estava condenado à solidão eterna, até conhecer Grace Alexander. Grace foi a primeira mulher na história que o enxergou como um homem com um passado atormentado. Só ela se importou em tirá-lo do quarto e ensiná-lo a amar outra vez. Ao lado de Grace Alexander, Julian da Macedônia encontrou a única coisa sem a qual o seu coração ferido não é capaz de sobreviver. Com certeza, o amor pode curar todas as feridas, mas poderá também romper uma maldição de dois mil anos que condenou Julian à solidão eterna?”

      Sinopse do primeiro livro “Amante da Fantasia” da saga Dark-hunter. (é publicado aqui no brasil pela editora arqueiro) Acho que é bem divergente de Cidade dos Ossos. Quanto aos elementos de um mundo sobrenatural invisível ao dos humanos que é protegido por pessoas metade anjos, pfvr gente, isso não é plágio. Se for por isso eu não posso mais escrever uma história que se passe em uma escola de magia pq já existe hp? não. Até pq a lei de plágio protege O TEXTO e não UMA IDEIA. Um caso bem famoso é o “Max e os felinos” e as “aventuras de pi” que a premissa são basicamente as mesmas, e não é plágio.

  • Pablo Praxedes

    “O primeiro livro da saga Dark-Hunter (alguém aqui já ouviu falar? Risos)” Parei aqui. Não tente rebaixar uma pessoa e seu trabalho usando de argumentos infantis. Conhecer ou não, não tira o direito dela reivindicar sua obra.

    • Raphael

      ué, eles não falaram que era ruim, só brincaram pelo fato de ser desconhecida… qual problema?

    • Lucas Covezzi

      Concordo com você Pablo Praexes, ridícula essa posição, eu escrevo e não considero lá essas coisas Shadow Hunters ou Instrumentos Mortais e seu spin-off. Só não tive a oportunidade ainda de colocar minhas histórias para serem reconhecidas e se alguém roubasse as minhas ideias que são sim originais, pois guardo a sete chaves, detestaria, talvez a outra escritora não tivesse parado para ler as obras da Cassandra ainda e decidiu, não fico de nenhum lado nessa história mas a posição infantil do senhor John Araújo foi ridícula e desnecessária.

      • Ranna M

        Pela postagem acima, a Kenyon trabalhava com a Cassandra nos livros, ou seja, ela sempre conheceu muito bem a saga, não que eu esteja defendendo ninguém, só esclarecendo.

    • Jonas Henrique

      Povo sem senso de humor ¬¬

  • me chame de você

    A história é muito ruim e bagunçada, então não duvido nada que isso seja verdade.

  • Brenda Lopes Chaves

    Honestamente, tem muita mais coisa envolvida do que só o plágio dessa outra autora. Nunca li nada dela, eu procurei saber sobre a Clare e fiquei bem decepcionada por exemplo: humilhar fãs, abrir processos contra pessoas que nao gostaram dos seus livros, plagiar quotes. Honestamente, nada contra as duas até pq nunca li, mas a Clare é suspeita sim. Claro que nenhuma história é original, mas vamos ver, eu nao acho que seja inveja. Olhem Gravidade e autora Tess Gerritsen

  • só acho, SÓ ACHO, que a pessoa que escreveu isso foi mt infeliz … O primeiro livro da saga Dark-Hunter (alguém aqui já ouviu falar? Risos). só pq a mulher tá apresentando uma acusação de plágio não quer dizer q vc possa desmerecer o trabalho dela por ser desconhecido. olha que eu sou fã da cassandra

  • Cidades dos Ossos foi publicado em 2007 e essa Kenyon só resolveu denunciar agora? Só acho que ela deveria ter feito isso bem antes e não agora que os livros da Cassie estão com mais destaque devido a série de TV.
    Mas nem por isso precisava rebaixar Kenyon no post só porque a obra dela é desconhecida.

  • Vinícius Santos

    Mesmo que a Kenyon seja a mocinha na história, acho meio chato o fato de isso só vir à tona agora, agora que a série de livros, e a série de TV já têm milhões de fãs espalhados pelo mundo, ela deve ter a consciência que ninguém que pagou pelos livros vai querer quem sabe até queimar o livro só porque é plágio, é meio tarde pra procurar direitos agora, o que na minha opinião ela devia fazer agora, é fazer um acordo e vender os direitos para possível “plagiadora”. Claro se houve realmente um plágio.

    • Larissa

      Por que ela venderia os direitos de obras dela, sendo que ela já publicou mais de 20 livros da série Dark Hunter? Eu já li a saga Dark Hunter e existem sim várias outras similaridades diferentes das que colocaram no post. Também não entendo porque ela só resolveu se manifestar agora, mas vai dela né.

      • Vinícius Santos

        Pois é! Então vamos esperar e ver no que vai dar…

  • Kamilla

    Eu tava até comprando a ideia do plagio – afinal de contas, a maioria das ideias e historias famosas e classicas que conhecemos são fruto de algum tipo de plágio, não é pela autora ou pela história serem pouco conhecidos que são menos provaveis de serem plagiados, muito pelo contrario -, mas quando ela descreveu as “evidencias” do plagio na historia ela simplesmente descreveu todo o molde de um enredo do genero de ficção paranormal, então por favor né…

  • Larissa

    Primeiramente, várias coisas nessa postagem foram muito infelizes e acho que o site deveria se informar sobre a Kenyon primeiro antes de ficar falando coisas sem fundamento. Ela tem mais de 20 livros publicados e não quer dizer que só por serem antigos ninguém os conhece. A Kenyon também já foi considerada a primeira bestselling author no The New York Times (uma autora who conseguiria isso? Acho que não ein) Eu já li toda a série que foi publicada da saga Dark Hunter e posso dizer que SIM, existem várias similaridades no Shadowhunters. Acho que para um site que se diz “sobre sagas” as pessoas que escrevem seus posts deveriam se informar sobre os autores e não tentar rebaixa-los em suas publicações. Se quiserem se informar mais sobre a Kenyon, a autora WHO como vocês mesmo disseram, podem ir no site dela: http://www.sherrilynkenyon.com/
    E que isso sirva de lição até mesmo para os fanboyzinhos que estão apoiando enquanto vocês praticamente ofendem uma autora que por sinal, é ótima.

    • Lucas Covezzi

      Disse tudo Larissa, vou procurar saber sobre Dark Hunters.

    • Nah Chan

      Achei estranho não reconhecerem a série, é bem famosa entre as sobrenaturais e tem livro pra caralho.

  • Matheus Rosa

    “Hoje em dia nada se cria tudo se cópia.” Esta frase não é totalmente verdade, porém hoje em dia 90% das obras são inspiradas ou copiadas de outras, se foi plagio ou não, acho que qualquer direito que ela tenha se perdeu por ela denunciar apenas agora, quase 10 anos depois, mas é uma triste realidade saber disso.
    Nunca li o livro, nem a série.

  • Stephanie Aguiar

    FONTESSSSSSSS????
    Cadê????
    Me admira muito um site, como o de vocês, espalhar uma notícia dessas.
    Provavelmente vocês não pesquisaram muito, não é mesmo?
    Só colocando o nome das duas no google, a primeira coisa que vem é notícia do The Guardian (famoso por matar celebridade e espalhar mentirinhas pela internet).
    Verificando Twitter e Facebook de ambas, não tem nenhuma notícia sobre isso, pelo contrário, tem um monte de bobo xingando gratuitamente a Sherrilyn.

    Então, se você não conhece a série, está perdendo e muito. Eu gosto muito da Saga DH. Eles são ótimos. Os livros da SK são maravilhosos e ela é RYCA, não precisa fazer uma coisa dessas. Por sinal, seus livros são muito famosos nos EUA. Infelizmente, aqui no Brasil, a série DH está sendo lançada a passos de tartarugas e não teve muita divulgação.

    • Larissa

      Nossa, disse tudo. Eu conheço a saga DH e posso dizer que ela é famosa sim nos EUA. Aqui no Brasil não é tanto porque é uma saga que começou bemmm antiga, e nem todo mundo gosta, já que preferem as autoras famosas de hoje em dia, onde fazem filmes etc. A Sherrilyn é uma ótima escritora e cara, DH tem mais de 20 livros publicados. Como podem dizer que ela faria isso por inveja???? Falta de pesquisa da nisso.

      • Stephanie Aguiar

        Até o ùltimo que vi de DH, eram 23, sem contar os Spin of. kkkk
        É muito livro pra ser plagiado. Muito processo.
        Isso, com certeza, é mais uma mentira que o povo adora espalhar e os bobos caem como carniça.

        O que me ´deixa fula é que muita gente vai negativar a Sherrilyn por conta disso. E nem ao menos vão se dar ao trabalho de verificar se isso é verdade, ou ler seus livros.

  • Diego

    Nota-se que o texto acima é abastecido com várias opniões pessoais.
    Deixem que os leitores tenham suas próprias opiniões.

  • Igor D. Almeida

    Tudo que foi dito como plagio é super clichê. Se de fato for um plagio, acho q ela deveria detalhar bem mais.

  • Cris Mião

    Ela vai processar quem escreve os quadrinhos de Supernatural também? Pq são caçadores protegendo o mundo de demônios e etc…..

  • Alessandra

    Li a série Dark Hunters – e confesso que adorei – e quando vi o primeiro episódio de Shadowhunters tive a “impressão” de já ter visto aquilo. Óbvio que o assunto é de domínio público (lutar contra demônios e tudo mais) mas até as cenas no bar são quase idênticas a uma descrita em um dos livros. Pode ser que não seja tudo plágio, mas confesso que depois de assistir ao primeiro episódio da série, tive vontade de reler todos os livros de Sherrilyn e nunca mais assistir à série.

  • Carol

    Eu conheço a saga da Sherrylin Kenyon, porém nunca li nada da Cassandra Clare, o que me impede de poder traçar um comparativo entre as duas. Infelizmente a Saga da Kenyon, apesar do que alguns afirmam, não é desconhecida. Ela só é destinada a um público muito diferente, pois enquanto que a saga ShadowHunters é para adolescentes a saga da Kenyon possui forte conteúdo erótico, o que a torna voltada para adultos. Acredito que também não podemos falar em inveja, visto que a saga da Kenyon possui mais de 20 livros e uma base de fãs bem sólida dentro do gênero. Outra afirmação estranha é a sobre seres sobrenaturais e o mundo escondido deles e etc, visto que essa também poderia ser a descrição para os “vampiros” guerreiros da J.R. Ward. Achei muito ofensivo falar “Alguém já ouvi falar?” sobre uma série que embora seja desconhecida ao “Sobresagas” também possui fãs. Isso me deixa extremamente desapontada com o site, pois entendo perfeitamente que o que a autora fez pode parecer ultrajante para os fãs da Cassandra Clare, mas como fã da Kenyon, acho complicado o tom irônico e de pouco caso que vocês atribuíram a ela nessa matéria, como se ela fosse uma autora de pouca importância.

  • Jennifer

    Eu sou suspeita ao falar por que adoro todos os livros de Cassandra mas acho que isso é pura dor de cotovelo. Existem vária estórias com base e/ou aspectos iguais, já que criar um mundo completamente original é praticamente impossível porque sempre vai ter uma coisa que já foi usada. Pessoas que protegem o mundo as escondidas? São várias estórias que tem isso, então vão dizer que todas são plagio? Então quer dizer que se houver uma estoria com uma escola de bruxaria vai ser plagio de Harry Potter? Para mim isso é infantilidade. Além do mais, é bem estranho essa queixa surgir justo quando o nome da série está sendo cada vez mais divulgado. Eu adoro livros de aventura com seres sobrenaturais, já li muitos e nunca ouvi falar dela, entretanto, depois disso, como qualquer curiosa de carteirinha, pesquisei sobre os livros dessa autora. Mas se não fosse por isso eu não saberia que esses livros um dia foram publicados, e acho que esse era o real objetivo dessa queixa, divulgação. Se realmente foi plágio porque não dar queixa logo que viu?Porque tenho certeza que ela soube dos livros assim que foram publicados e ovacionados pelos críticos .
    E sobre a matéria eu acho até engraçado o quanto as pessoas estão sensíveis, tudo é motivo para o lado revolucionário do povo vir a tona. Zoar, dar opinião é algo normal em blogs, o que deve ser feito pelos leitores é absorver a informação que está sendo passada e aceitar o que os outros escrevem,pois cada um tem seu jeito de pensar.
    Essa é minha opinião…

    • Nah Chan

      Não é querendo arrumar confusão, mas a série DH é bem conhecida, só que tem um público diferente.

  • Mari

    Desculpa cara, mas o seu texto foi muito desnecessário, quando você posta isso em um site que tem como propósito falar sobre as diversas sagas que nós temos por aí nada te da o direito de chamar uma autora de “Who”ou falar que ela é invejosa, principalmente quando você não conhece ambas as sagas e não sabe se o plágio aconteceu mesmo ou não. Além de você ter insultado a autora também irritou os fãs dela, e na boa ,isso não é nada legal.

  • Space Ghosta

    “O primeiro livro da saga Dark-Hunter (alguém aqui já ouviu falar? Risos),” Mesmo que ninguem ouviu falar, mesmo assim é protegida por Direitos Autorais, se o autor estiver certo, cabe ele buscar seus direitos.

  • Elisângela Vieira

    Aff!! O enredo é parecido mas só depois de tanto tempo que a mulher vem reivindicar os direitos!! Tá com cara de inveja isso aí! Se é plagio ela devia ter denunciado antes!!

  • Piece

    Fatos, histórias passadas, vínculo entre uma pessoa e outra…Percebem como isso não importa mais quando esse tipo de coisa acontece ? Eu pessoalmente tendo a acreditar que tudo o que você cria se torna parte de você, até mesmo aqueles desenhos de ” palitinho. ” Esse processo aparece uma década após todo o universo dos Shadowhunters se consolidar. Não sabemos o que aconteceu durante todo esse tempo, mas uma coisa é certa: Se houve plágio ou não, se a Cassie é realmente esse tipo de pessoa para a tal Sherrilyn Kenyon, alguém quer ganhar alguma coisa com isso certo ? Por favor gente, não existe ninguém santo, se um dia acabássemos descobrindo que o plágio realmente aconteceu (duvido muito), isso só significaria que uma vacilou e a outra vacilou também. É A OBRA DELA (supostamente), PELO O AMOR DE DEUS! Porque acredite, reaparecer do nada com uma acusação tão séria, é entrar muito de cabeça em algo que pode dar muito certo ou muito errado. Olhem até onde essa saga maravilhosa chegou! Seja lá o que essa mulher queira com isso, de uma coisa eu tenho certeza: Ela é muito corajosa. SIDJWIODJWOIFJWFJISHDFOISADJSDKOPWD

  • Myh

    Parei de ler no “alguém aqui já ouviu falar? Risos.” Desmerecer algo ou alguém nunca é um argumento válido. Eu particulamente só li o primeiro livro da Clare(e não sou fã), e uma das coisas que mais me incomodaram a leitura é que o livro é uma colcha de retalhos de outras sagas. E pelo o que eu ppesquise, não é a primeira vez que a Clare é acusada de plágio, o que pra mim é no mínimo suspeito.

  • Lavinya

    Faz anos que todos escrevem sobre mais ou menos a mesma coisa. E como os contos de fadas sobre princesas, acho que praticamente todo mundo esta cansado de um cliche basico. Acho que essa historia e velha sim, mas pdoe ter um ponto de vista legal. E por favor, ne?! Posso listar um lista igual a da cinderela (GIGANTESCA) sobre historias que envolvem demonios e o herois! Quase ninguem sabe sobre esse livro, e acho que essa autora fez isso pra que conhecamos seu trbalho. Nao e por que alguem fez algo parecido que vc deve desistir, cada um tem uma forma diferente de contar sua historia com suas palavras. Quantos romances adolescentes vcs ja leram? Isso mesmo. Muitos. Acho que se ela vencer esse caso vai ser uma pena, mas ela esta certa em alguns pontos. Demora muito pra se escrever um livro e, ter ideias, criar personagens e tudo complicado demais, pra alguem vir anos depois fazer praticamente a mesma coisa que vc e fazer mais sucesso! Eu entendo a escritora que processou a outra, mas nao posso dizer que ela esta certa totalemente e nem que, vai ser uma pena se essa saga acabar.

  • Myh

    Parei de ler no “alguém aqui já ouviu falar? Risos.” Desmerecer algo ou alguém nunca é um argumento válido (muito me admira um site dedicado a fandoms tão diversificados, como o Sobre Sagas agir dessa forma). Eu particularmente só li o primeiro livro da Clare e uma das coisas que mais me incomodou e que me fez desistir da saga, é justamente o fato de ser uma colcha de retalhos de outras sagas. E pelo o que eu andei pesquisando não é a primeira vez que a Clare é acusada de plágio, o que é no mínimo suspeito.

  • Anonymo

    Isso tudo é inveja ?

  • stefanie als

    Muito ridículo quem escreveu esse artigo, “zombar” da autora da história Dark-Hunter, porque plagio é algo muito sério, e muito anti-ético! Se realmente comprovado o plagio, a historia será dela e ela tem o direito de fazer o que quiser, inclusive apagar o que foi publicado com a sua historia no nome de outra autora, porque isso é mais do que justo, mesmo eu sendo fã e não querendo que ocorra. Existe
    lei, existe julgamento, não somos nós que vamos parar isso dizendo que é “inveja”, isso é coisa séria, e talvez muito real.

  • Sandryelle Cristina

    Ela estando certa ou não, acho que o que ela está exigindo é exagerado e dificilmente vai ser atendido. Ela pode até ganhar algum tipo de indenização, mas acho que não vão cumprir o que ela exige, até porque tirar isso tudo de circulação vai causar um prejuízo enorme não só pra Cassandra, mas também pra patrocinadores, empresas de televisão, editoras, e todo mundo que ganha em cima disso…e quando se mexe com dinheiro a coisa fica diferente, então não acredito que o pedido dela vá ser atendido.

  • Ranna M

    Não quero criticar a Kenyon por ter processado a Cassandra, só acho que esse foi um momento muito oportuno (com todo o sucesso de Instrumentos Mortais e com a série), e MUITO DEPOIS do lançamento de Cidade dos ossos (9 anos do livro de Kenyon para Cidade dos Ossos) (9 anos desde Cidade dos Ossos até agora), e de acordo com a postagem, a Kenyon trabalha há anos com a Cassandra justamente COM OS LIVROS, é extremamente improvável que ela nunca tenha lido e conhecesse a história de cabo à rabo. Não que ela esteja errada em processar, mas que ela teve intenções de arrecadar muito dinheiro, isso é quase claro. E outra, “guerreiros que devem proteger o mundo humano de ameaças paranormais” quantos e quantos livros eu já li que têm esse tipo de história?! Dezenas. “que não podem ser vistas” sempre se escondendo ou agindo em segredo! E sobre as armas “especializadas” para matarem os demônios, em várias outras história também já houveram objetos que eram usados especialmente para matar ou lutar contra os vilões. Esses são alguns exemplos que mostram que ela pode não ter se inspirado apenas nos livros da Kenyon, como em vários outros clássicos, estilos, e roteiros que estão sempre se repetindo.

  • Bruno Auguste

    Uma das coisas que mais acho um absurdo é o fato da mulher esperar quase 10 anos para se manisfestar diante desse possível plagio. Sem mencionar que ela já tinha consciência das histórias da Cassandra Clare bem no início, o que ela deveria ter feito é:
    Ter tentado fazer isso bem no início da carreira dela, afinal, ninguém ficaria sentado de braços cruzados vendo a sua obra ser plagiada e não falar nada.
    Não estou falando nada de ruim contra essa Kenyon, porém, essa história está muito mal contada.

    E vale lembrar que a Cassandra Clare já esteve em outro assunto polêmico. Com o lançamento do seu quinto livro (Cidade das Almas Perdidas) houve o caso que a principal do livro quase foi estuprada pelo vilão, o que na minha opinião, mesmo sendo uma cena forte, ainda é infelizmente uma das piores formas de crueldade que um ser humano pode fazer ao outro e acho que ela tem todo o direito de abordar isso em seu livro, principalmente para alertar e conscientizar o publico alvo.

    Mas voltando ao caso do plagio, se algo dessa categoria é mesmo plágio podemos citar outros livros com autores diferentes, porém, com a mesma temática:
    Martin com Tolkien. Becca Fitzpatrick com Lauren Kate. Laurell K. Hamilton com Anne Rice. Juliet Marillier com Marion Zimmer Bradley e vários outros.
    Enfim, várias histórias “iguais” e ao mesmo tempo diferentes e únicas, com tudo, independente de como irá ser o veredito, esse assunto é algo sério.

    Irei dizer o que eu acho sobre essa Kenyon: Inveja. Essa autora apenas colocou a “boca no trombone” para conseguir mais dinheiro, e, possivelmente deixar a obra dela mais conhecida. Por que eu acho isso?
    A resposta é simples:
    Se fosse mesmo o caso de “plagio” Kenyon já teria tomado essa decisão de processar Cassandra Clare logo que a história começou a ser publicada e vendida e não ter esperado quase 10 anos para processar.
    Volto a repetir é o meu ponto de vista, não estou do lado de ninguém, eu gosto da Cassandra, tenho um enorme carinho por ela como leitor e apreciador de suas histórias, mas a Kenyon trabalhou ao lado da Cassandra, viu a história que a mulher estava criando e deixou para lá. Ela apenas disse para a Cassandra mudar o nome porque Dark-Hunter pertencia a Kenyon, apenas isso.
    Digo e repito:
    O que essa mulher quer é puxar o tapete, passar a perna na Cassandra e deixar suas obras mais “famosas”.

  • Nah Chan

    Achei que demorou, sempre achei o nome muito próximo ao da Sherrilyn Kenyon

  • Leonardo Ribeiro

    “Julian da Macedônia foi amaldiçoado a viver dentro de um livro pela eternidade, cercado de mulheres, apenas para satisfazer seus prazeres, mas sem envolvimento. Julian estava condenado à solidão eterna, até conhecer Grace Alexander. Grace foi a primeira mulher na história que o enxergou como um homem com um passado atormentado. Só ela se importou em tirá-lo do quarto e ensiná-lo a amar outra vez. Ao lado de Grace Alexander, Julian da Macedônia encontrou a única coisa sem a qual o seu coração ferido não é capaz de sobreviver. Com certeza, o amor pode curar todas as feridas, mas poderá também romper uma maldição de dois mil anos que condenou Julian à solidão eterna?”

    Sinopse do primeiro livro “Amante da Fantasia” da saga Dark-hunter. (é publicado aqui no brasil pela editora arqueiro) Acho que é bem divergente de Cidade dos Ossos. Quanto aos elementos de um mundo sobrenatural invisível ao dos humanos que é protegido por pessoas metade anjos, pfvr gente, isso não é plágio. Se for por isso eu não posso mais escrever uma história que se passe em uma escola de magia pq já existe hp? não. Até pq a lei de plágio protege O TEXTO e não UMA IDEIA. Um caso bem famoso é o “Max e os felinos” e as “aventuras de pi” que a premissa são basicamente as mesmas, e não é plágio…

  • Leonardo Ribeiro

    Sou suspeito para falar sobre esse assunto, já que amo todas as obras e a escrita da Cassie. Mas depois de ler essa matéria acabei indo pesquisar mais sobre a série DH e vi que alguns livros foram publicados aqui no Brasil pela editora arqueiro. Resolvi ler a sinopse do primeiro livro, “Amante da Fantasia” da saga Dark-hunter. Achei bem divergente de Cidade dos Ossos. Quanto aos elementos de “um mundo sobrenatural invisível aos humanos que é protegido por descendentes de anjos”, pfvr gente, isso não é plágio! Se for por isso eu não posso mais escrever uma história que se passe em uma escola de magia pq já existe HP? Não. A lei de plágio protege O TEXTO e não UMA IDEIA. Um caso bem famoso é o “Max e os felinos” e as “aventuras de pi”, que as premissas são basicamente as mesmas, e não é plágio! Sinceramente, achei que a Kenyon foi muito infeliz nessa acusação. Pode não ser, mas a primeira coisa que vem a cabeça é que ela está aproveitando a fama da cassie para divulgar o trabalho dela.

    • Gaby

      e também tem todo o tempo, cob foi publicada em 2007/2008 e ela só processou agora?

      • João Pedro de Sousa

        Ela poderia ter só descoberto a saga recentemente…

        • Gaby

          Ela trabalha com a Cassie e com os livros da Cassie há muitos anos, até antes de publicar

  • Pingback: Resuminho da semana #012 ◂ Outtamind – Nerdices, viagens, música e muito chá()

  • Israel de Oliveira

    Isso porque TMI é originalmente uma fanfic de Harry Potter. ?